quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Pillow talk.

Dizem que todos nós temos um ponto forte, uma razão soberana que nos faz levantar, mais um dia, da cama. E o que acontece quando perdemos esse rumo, quando aquele objectivo nos foge de sorrateiro e nos deixa à deriva? Com que facilidade somos nós capazes de encontrar outro norte, ou até mesmo, de encontrar aquele de volta? Desmotivação: ataca-nos de mansinho e, quando damos por ela, os nossos compromissos são esquecidos e o nosso melhor amigo trocado pelo colchão molaflex

1 comentário:

  1. Não acredito que exista uma razão soberana. Não deve existir. Mas se esta razão for mais uma necessidade do que uma consequência, então que seja inatingível para que todos os dias se acorde com um objectivo. Viver desta ilusão talvez seja mais benéfico. Já andar à deriva é procurar uma mudança. Voltar atrás é sempre uma opção pouco fiel à coragem da ambição Humana. Por fim, a desmotivação. Tão simples e tão nefasta, molda-nos o espírito para o melhor e para o pior. E uma mola não é melhor que um amigo. É só pena o amigo nem sempre ser o melhor para nós. ;P

    ResponderEliminar