terça-feira, 7 de setembro de 2010

para que lado pesa a balança (?)

Numa sociedade cada vez mais corrompida pela vaidade e egocentrismo, poderemos nós distinguir ainda o justo do pecador? O que poderá ser definido como certo, quando a fusão de perspectivas nos transmite um espectro tão alargado e, por vezes, incoerente? O contexto transforma a nossa visão e a vivência faz-nos passar do "nunca" para o "nunca se sabe". Estarão os nossos ideais tão abalados, que a ténue linha entre o certo e o errado singrou à extinção?

Sem comentários:

Enviar um comentário